Gustavo Miranda

Palavras... São Idéias & Sentimentos.

Textos

O DOCE (Uma releitura poética).
Da poesia de mesmo nome de autoria de Carlos Drummond de Andrade.

Caído no chão,
Eu olho o doce,
E Ele; olha pra mim,
Acha que pode se esconder de minha gula...

Ele pensa que pode fugir de mim,
Mas minha boca esta aberta... alerta!
E é só salivação...

Ele, o doce, pensa que se salvou de mim pela vista alheia...
Eu sou do tempo que doce era docê!
Pego da areia, limpo um tiquinho, e pega o bocão!
Hummmm... não teve salvação!
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 03/08/2017
Alterado em 03/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras