Elizio Santos

Devarim, devarim...

Textos



PELA PRIMEIRA VEZ...

     Pela primeira vez eu abri o meu email esta semana e... Né que funcionou de cara?! Eu fico pensando por que, quando a gente briga com "mozão", tudo ao redor acaba dando ainda mais errado... não sei, mas eu queria saber!
     Hoje eu já acordei meio grogue, na verdade, mais grogue do que o normal, fruto de mais uma noite mal dormida, insone que eu sou... Algo, além de seu silêncio inquietava-me.
     Mesmo assim, meio grogue, foi bom ver que ao menos meu e-mail estava funcionando e eu pude ter notícias do mundo e de poder, logo cedinho, te mandar esta missiva virtual, palavra ou termo bonitinho né?
     Ainda com os olhos cheios de remela... ai que nojo! eu comecei a escrever e te falar da imensa vontade que eu estava de acordar ao seu lado, de acordar bem cedinho, encarando a sua "chatice", rsrsrs...
     E mesmo antes que eu possa meu amor, sentir algo, quero que você lembre-se do algo que você sente por mim... serei eu um tarado ou estou apaixonado? Sei não viu!
     Minha flor do dia, embora tu estejas fulo da vida comigo, lembre-te da denegação. Não sabe o que é isso? Não importa e por isso, eu sei que um dia voltarás para mim...
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 04/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras