Elizio Santos

Devarim, devarim...

Textos

CANÇÃO PARA INÁCIA Nº16
Com a chuva, vem o vento frio da saudade.
E o sol se pinta de um branco triste; chamado... cinza.

Mas as cinzas que importam, são as de meu coração cremado...
Cinzas jogadas ao vento, que ainda pulsam de amor por ti.

E ainda que o tempo clareie, será sempre inverno sem você.
E meu coração, sempre "cenizas"...    
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 04/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras