Elizio Santos

Devarim, devarim...

Textos

EU, VOCÊ, MEU SKATE E A SOLIDÃO...
Eu,
Você,
Meu Skate,
Minha solidão...

Meu caderno,
Meu lápis de puro grafite,
A nossa música,
Que eu escolhi e elegi sozinho...

Eu te escrevo,
Eu te apago,
Mas este fogo dentro de mim,
Não se apaga jamais...

Eu ainda te imagino,
Vendo a chuva passar,
Esperando que eu te salve,
Sabe-se lá...

Eu,
Você,
Meu skate,
O papel que finda...

A minha eterna poesia,
Que morrerá um dia,
Por que é assim?!
Por que coisas morrem todo o tempo...

Eu,
você inácia,
Meu skate,
Simbolo de prazer e solidão...

A folha de papel que sempre finda,
Sem a certeza do que devia ter sido dito,
Eu, você, meu skate, a folha suja,
A solidão...

Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 30/12/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras