Elizio Santos

Devarim, devarim...

Textos


SUGAR DADDY... OU DADDY SWEETHEART?
 
     Bom dia pessoal! Bom, eu entrei na comunidade há dois dias e tenho observado algumas coisas que incentivaram-me a escrever este ensaio sobre o que eu estou começando a ler e aprender sobre o mundo "sugar".
     Em primeiro lugar, com base no fato de que a narrativa nem sempre é suficientemente educativa e didática, eu sugiro a quem estiver mais interessado em conhecer melhor o mundo sugar a realizar duas experiências, uma utilizando o buscador do Google buscado a definição de Sugar Daddy e sua respectiva correspondente e em seguida, tente ver qual a definição de Sugar Daddy, desconsiderando a tradução literal pois esta está longe do significado da expressão idiomática original. Na primeira busco o que se encontra no topo da lista da pesquisa é um site de relacionamentos chamado de "Meu Patrocínio".
     Embora este site tente disfarçar como eles tratam a relação sugar, fica evidente que de uma forma ou de outra, a coisa acaba fluindo para um triste incentivo a relações mercantil de sexo. É triste? Sim... Mas é a verdade. Na segunda pesquisa, você receberá do Google Tradutor a seguinte sugestão de resposta: " um homem rico e mais velho, que patrocina com presentes, uma jovem, em troca de favores sexuais, em retribuição de seus "investimentos..." Pois é né, difícil negar o evidente...
     Mas deixemos os falsos moralismos de lado e vamos aos fatos. Tenho percebido, dianto do que li compulsivamente nas últimas horas que a relação sugar é sim, em sua definição, uma relação de troca de favores desde a sua origem, mas como tudo no mundo, quando o conceito sai de sua terra de origem, mudam os próprios conceitos.      Talvez seja isso que esteja acontecendo aqui no Brasil, esta mudança de conceito de uma relação sugar, se de fato for isso, então eu creio que a expressão mais apropriada para um homem como eu seria em inglês: "Daddy Sweetheart" que ainda assim, soaria como algo como: "Papai Docinho!" Quem mimoso! para dar um bom exemplo de um Daddy Sweetheart na dramaturgia das telenovelas brasileiras, eu poderia citar Giovanni Imbrotta, da novela Senhora do Destino, reprisada recentemente que custeava a vida de sua linda Ninfa Bebê...      Voltando um pouco mais no tempo, eu citaria como exemplo o romance entre a apimentadíssima Viúva Porcina e o seu Sinhozinho Malta... que coisa mais fofa! Então eu quero me posicionar de maneira clara e inequívoca em relação ao que eu entendo ser uma relação sugar, para mim, uma relação sugar, deve ser aquela onde de fato eu ajude financeiramente a mulher que me cativar de forma intelectual, emocional, e se houver afinidade, de forma sexual sim; tudo de modo espontâneo e natural, onde caiba a mim primeiro mostrar a minha generosidade e depois, se minha futura ninfa bebê me desejar como homem, ela também saber onde e como pode me agradar.
     Mais uma vez deixo claro aqui que, ao menos para mim, o meu tesão e lascívia moderada já começam a gerar Oxitocina no momento em que eu veja o sorriso de minha futura ninfa bebê se tornar uma linda e bela borboleta-azul ou linda rosa negra de Helfeti. Raras, raríssimas! Finalizo dizendo que as opiniões divergentes são bem vindas, afinal, só crescemos com a troca de idéias. Delicioso domingo de luz a todos.
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 21/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras